Quem é o empreendedor da sua empresa

Quem é o Empreendedor da sua Empresa?

Passei por empresas em que o empreendedor ganhava um salário baixo, não recebia distribuição de lucros e não tinha vaga especial na garagem. Aliás, nem carro ele tinha e ia para a empresa de ônibus. “Nossa, quanto despojamento”, você pode estar pensando. Mas eu ainda não te contei que ele NÃO era o dono da empresa. Opa, como assim???

Sim, isso mesmo! A pessoa mais empreendedora da empresa não carregava o título de dono do negócio mas, sim, de funcionário. Essa situação é até mais comum do que se imagina.  Enxergar oportunidades, buscar por soluções inovadoras, aprender coisas novas e uma automotivação contagiante nem sempre são atitudes que moram na sala do chefe.

Abrir um CNPJ, herdar a empresa da família ou estudar gestão e negócios por anos, não nos faz, necessariamente, empreendedores. Empreender não é sinônimo de “ter uma empresa”. O que diz se somos ou não empreendedores são, na verdade, as nossas atitudes.

E pessoas com “atitude empreendedora” a gente encontra em todo o lugar: em casa, na escola, na família e também nos negócios. O empreendedorismo anda de mãos dadas com a criatividade, com a solução de problemas e com a visão ampla e estratégica sobre o presente e, principalmente, sobre o futuro.

Mas, afinal, o que é ter atitude empreendedora?

Você deve ter conhecido e convivido com um empreendedor antes mesmo do termo ter virado febre. Talvez tenha sido o líder de classe do ensino fundamental, ou aquele colega da faculdade que ficava no fundo da sala e trazia soluções inusitadas. Talvez tenha sido o dono daquele mercadinho que ficava perto da sua casa ou aquele seu tio que se aventurava em novos negócios e era visto mais como um sonhador.

Ou, talvez tenha sido a sua mãe que arregaçou as mangas num momento de dificuldade financeira e foi construir a própria carreira. Ou, quem sabe, você encontre com esse empreendedor todos os dias pela manhã quando se olha no espelho.

Atitude empreendedora é um comportamento visionário típico de pessoas que assumem riscos e responsabilidades. São aquelas pessoas inquietas que não conseguem ficar paradas à espera de uma oportunidade, preferindo criar suas próprias alternativas.

O empreendedor é proativo e sempre encontra uma solução para os conflitos. Ele consegue identificar riscos onde, aparentemente, ninguém os vê. E enxerga oportunidades onde as outras pessoas só conseguem ver problemas. Ele tem a capacidade de idealizar, coordenar e realizar.

Se eu fosse resumir o que compõe a atitude empreendedora, aquilo que eu considero mais característico e admirável nos empreendedores, diria que é a capacidade de enxergar o que tem do outro lado e a coragem de ir buscar.

Pode, então, existir empresa sem empreendedor?

Sim, pode. Aliás, em um número maior do que imaginamos.  E isso não significa, necessariamente, que ela seja malsucedida. Ela pode existir há gerações, oferecer o serviço quase do mesmo jeitinho que sempre fez, e ter resultado positivo com isso. Sem um empreendedor, mas com um gestor eficiente.

Empresas existem e sobrevivem sem empreendedores, porém, atenção: empreendedores não sobrevivem em empresas que não tenham um ambiente empreendedor!

Deu pra entender ou ficou confuso? Talvez isso explique a vontade de muita gente em abrir seu próprio negócio. Quando o empreendedor sente que o lugar está muito pequeno para o tanto de ideias que transbordam da sua cabeça, ele vai em busca daquilo que está enxergando do outro lado.  Coragem não lhe falta!

A vida nos pede uma atitude empreendedora

Os grandes empreendedores do passado e do presente, como: Henry Ford, Bill Gates, Steve Jobs, Elon Musk e Jeff Bezos, parecem que já nasceram prontos. Assim como acontece com outras habilidades físicas, mentais ou comportamentais, algumas pessoas já vêm equipadas com as atitudes empreendedoras de fábrica!

Mas, para quem não pertence a esse clube, a boa notícia é que sempre é possível adquiri-las. E, se eu fosse você, começaria logo porque o empreendedorismo, como a gente viu, não está restrito ao mundo empresarial. Aliás, hoje ele é uma questão de sobrevivência! “Viver” pede boas doses de criatividade, iniciativa, autoconfiança, otimismo, resiliência, adaptação, planejamento e controle da ansiedade.

Ah, antes de ir embora… saiba que nós podemos te ajudar nisso! Se você é uma pessoa com atitudes empreendedoras e quer iniciar sua jornada no mundo empresarial, conte com a gente para tirar sua ideia do papel e criar um negócio alinhado com os seus propósitos. Ou, se você já tem uma empresa mas percebe que o empreendedorismo anda em baixa por lá, nós temos a metodologia e as ferramentas certas para desenvolver e potencializar as suas atitudes empreendedoras e fazer a diferença no seu negócio e na sua vida!

E então, vamos viver o empreendedorismo?

 

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

CONFIRA

MAIS ARTIGOS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

Shopping cart

0

No products in the cart.