negocio-proprio

Carteira Assinada, Concurso Ou Negócio Próprio? Saiba Qual Escolher

Você vai se formar na faculdade em breve e está com dúvidas se é melhor abrir uma empresa ou tentar colocação no mercado de trabalho?

Fica confuso sobre qual caminho seguir quando analisa os exemplos de outros colegas de profissão e as atuais possibilidades da sua área?

 

Então, esse artigo é para você! Continue com a leitura e veja o que você não pode deixar de analisar!

 

O início da carreira profissional é um momento desafiador. Passamos 4 ou 5 anos estudando e nos dedicando ao curso que escolhemos, mas não temos como controlar a temperatura e os altos e baixos do mercado de trabalho, e nem do cenário econômico que vamos encontrar assim que concluirmos a faculdade.

 

Num mundo VUCA em que tudo acontece cada vez mais rápido, cabem muitas mudanças durante o período da faculdade. Para aqueles que estão se formando agora, então, coube até uma pandemia mundial.

 

De maneira geral, os cursos não preparam os acadêmicos para o pós-formatura. As disciplinas dedicadas à carreira são breves e superficiais e a gente termina a faculdade com alguns possíveis canais para exercer a profissão escolhida: empresas privadas, concursos públicos e a possibilidade de abrir um negócio próprio.

 

Mas como saber qual caminho é o mais assertivo? O Gabriel, estudante de Medicina e que vai se formar no final do ano, está preocupado com isso e nos procurou para uma orientação.  A dúvida dele é se é melhor ter uma carreira solo ou formar uma empresa com outros colegas. Ele queria saber quais os custos para abrir a empresa porque ele fez algumas dívidas para concluir a faculdade e teria que organizar a vida financeira pessoal também.

 

A resposta que dei ao Gabriel, futuro médico, cabe para os futuros engenheiros, advogados, dentistas, designers, administradores, jornalistas e a todo e qualquer profissional: a decisão requer uma análise que vai muito além da matemática porque exercer uma profissão através do empreendedorismo gera outros desafios e exige outras competências e atitudes além daquelas que você já tem e que te fizeram escolher e concluir o seu curso.

 

E que análise é essa?

 

Através da elaboração de um bom plano de negócios é possível saber se uma empresa é viável financeiramente e mercadologicamente. Isso não é difícil de fazer, mas exige pesquisa, algum tempo e muita coerência. Se for abrir um negócio sozinho ou em sociedade, tem que fazer esse planejamento primeiro, ainda mais para quem nunca empreendeu e não tem conhecimento sobre gestão de empresas.

 

Agora, tem um ponto super importante e que na maioria das vezes passa despercebido, que é saber se o seu perfil é “comportamentalmente viável” para gerir uma empresa.

 

Opa, como assim? Tem perfil certo para isso? Sim, pode-se dizer que há um perfil mais adequado para empreender e isso não é achismo. O resultado de inúmeras pesquisas realizadas para entender os motivos pelos quais as empresas não superam os 5 anos de vida, é de que as principais causas são a falta de planejamento e as deficiências na gestão, que estão diretamente relacionadas ao perfil comportamental do empreendedor. Ou seja: a empresa é o reflexo da gestão e, a gestão, por sua vez, é o reflexo do comportamento do dono!

 

E como avaliar se o meu perfil é viável para o empreendedorismo? Tem teste para isso? Na verdade, existem ferramentas para a avaliação como também para o desenvolvimento das habilidades e atitudes que você ainda não tem. Essa é a boa notícia: é possível despertar e exercitar o comportamento empreendedor. Basta querer!

 

A coragem, a visão, a criatividade e a persistência são fundamentais aos empreendedores. Porém, para manter um negócio funcionando e com saúde é preciso também planejamento, organização, liderança e disciplina.  Saber mesclar e dosar essas habilidades é fundamental para a perenidade de qualquer empresa.

 

E então, ficou claro que a decisão de iniciar a vida profissional pelo canal do empreendedorismo requer uma avaliação muito mais ampla e profunda do que apenas uma análise de custos?  E se você precisar de ajuda nisso, faça como o Gabriel: chama a Florença!

 

Um grande abraço e parabéns pela conclusão dessa importante etapa da sua vida! Sucesso e felicidade!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

CONFIRA

MAIS ARTIGOS

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

Shopping cart

0

No products in the cart.