PPCP, o coração da empresa

Cada vez mais, a busca constante por resultados através da redução de desperdícios, de custos e até mesmo de pessoal, torna-se necessária para a empresa ser competitiva em um mercado exigente e diversificado. Altos estoques de embalagens, de matérias-primas e produtos acabados são os principais indicadores que destroem a saúde da empresa. Nos dias atuais, é inadmissível mantermos ‘dinheiro parado’ dentro de áreas de estocagens.

Assim como o corpo humano, onde temos o coração – órgão crucial para a sobrevivência –,   na indústria temos o PPCP, o Coração Industrial, responsável pelo alinhamento das informações de diversas áreas, entregando produtos acabados perfeitos, no que diz respeito à qualidade, quantidade e prazos para o atendimento das vendas.

É importante entender o que é PPCP e quais suas principais funções, já que esta área, em função da importância e exigências, requer conhecimento altamente qualificado.   

O PPCP significa Planejamento, Programação e Controle de Produção. Dentro desta pequena sigla (PPCP), encontram-se atividades importantíssimas e a performance deste setor afeta diretamente o resultado final da empresa.

Se existe algum ponto de partida para iniciarmos um trabalho em PPCP, certamente é o Plano Mestre de Produção (PMP). O Plano Mestre de Produção é uma ferramenta que indica qual produto, quantidade e quando um produto/item deve ser produzido. Essa quantidade é calculada considerando o estoque inicial, a previsão de vendas e a quantidade dimensionada de estoque para cada item, a partir de seus inventários. Apesar da importância deste planejamento para a produtividade da empresa, muitas, ainda trabalham sem a adequada elaboração de uma previsão de vendas.

Neste caso, é necessário estimar a previsão de vendas, baseada em um histórico dos últimos três meses, pelo menos. Além da elaboração do Plano Mestre de Produção, há uma série de atividades fundamentais para o bom funcionamento da empresa, tais como:

  • Análise dos números da Previsão de Vendas – Neste caso é fundamental a comunicação entre PPCP e as áreas comerciais de compras e vendas;
  • Elaboração do Plano de produção – O plano de produção deve ser elaborado considerando os dias de estoques de cada item, ou seja, itens com menos estoques devem ser produzidos antes dos itens com mais estoques;
  • Cálculo das necessidades de materiais, matérias-primas, embalagens e material de consumo, o que deve ser feito alimentando o sistema MRP (Manufacturing Resource Planning), com as quantidades de produtos acabados originários do Plano Mestre de Produção. Cabe ao PPCP criar as requisições de compras para a área de compras, identificando as quantidades e prazos de necessidade de recebimento;
  • Elaborar a programação de produção com quantidades diárias, ou turnos, considerando sempre as eficiências de máquinas e horários produtivos;
  • Criar e gerenciar os indicadores de performance para a indústria (KPIs). A criação e, principalmente, o acompanhamento dos indicadores é de suma importância para o controle das fábricas. Estes indicadores devem ser calculados sempre considerando a eficiência e capacidade das máquinas;
  • Acompanhamento integral da qualidade, juntamente com o setor de qualidade, pois retrabalho ou produtos rejeitados afetam diretamente toda a programação de fábrica realizada, afetando a produção dos demais produtos.

É muito importante que empresários e gestores de pequenas/médias indústrias invistam na área de PPCP, com atualizações, treinamentos e qualificação da equipe para o superior desempenho das atividades.

Certamente, o impulso de produtividade entregue por este departamento resultará no melhor atendimento ao cliente, com qualidade e no prazo esperado, gerando valor e maior rentabilidade ao negócio.

Autor do post: Antonio Veiras, consultor da Florença Empresarial





Você gostou? Compartilhe com seus amigos